Filosofia Perene - Turma II


Turma II do curso Filosofia Perene, ministrado desde Maio de 2018 até a atualidade.

João XXIII convocou o Vaticano II porque ele estava preocupado com a decadência do homem moderno distraído na busca dos bens superiores envolvido com bens da terra, uma vez que esta situação levaria a humanidade à decadência espiritual, moral e a ruína das nações; portanto, o Concilio foi convocado para discutir o problema do homem moderno.

Assim, este Curso, bem como em outros que estão em desenvolvimento em diversas regiões, pretende tentar dar uma resposta ao que o Vaticano II propôs diante da percepção da decadência do homem enquanto homem: 

“A natureza espiritual da pessoa humana encontra e deve encontrar a sua perfeição na sabedoria, que suavemente atrai o espírito do homem à busca e amor da verdade e do bem, e graças à qual ele é levado por meio das coisas visíveis até às invisíveis.

Mais do que os séculos passados, o nosso tempo precisa de uma tal sabedoria, para que se humanizem as novas descobertas dos homens. Está ameaçado, com efeito, o destino do mundo, se não surgirem homens cheios de sabedoria. E é de notar que muitas nações, pobres em bens econômicos, mas ricas em sabedoria, podem trazer às outras inapreciável contribuição.

Pelo dom do Espírito Santo, o homem chega a contemplar e saborear, na fé, o mistério do plano divino” (GS Cp. I, 15).

Uma sabedoria dentro do plano divino que nos leva à perfeição para humanizar o ser humano. Ser santo e ser sábio é a resposta que podemos dar ao Vaticano II. 

Portanto, empreendendo um estudo sistemático e profundo embasado principalmente na Filosofia e Teologia, a partir dos Santos Padres e das Escrituras, objetivamos com este curso motivar uma pequena fagulha a fim de que cheguemos a incendiar o mundo moderno com o fogo do Espírito que nos concede a santidade e a sabedoria!

Instrutor: Luiz Antônio de Paula

Aulas

É necessário Entrar/Cadastrar no site e participar das aulas presenciais para assistir a este curso. Para mais informações: contato@luzdavida.org.br


001 - Introdução Geral do Curso – Parte I

002 - Introdução Geral do Curso – Parte II

003 - Modo de Aprender: Humildade – Parte I

003 - Modo de Aprender: Humildade – Parte II

003 - Modo de Aprender: Meditação – Parte III

004 - Modo de Aprender: Três visões da alma racional – Parte IV

005 - Explanação Geral sobre o Modo de Aprender - Parte I

006 - Explanação Geral sobre o Modo de Aprender - Parte II

007 - Importância da Filosofia Perene

008 - Introdução e Justificativa Filosofia Perene – Parte I

009 - Introdução e Justificativa Filosofia Perene – Parte II

010 - A perfeita felicidade consiste na contemplação da verdade

011 - O fim último do homem

012 - Presença no homem da ordem observada no Cosmos

013 - Características gerais do fim último

014 - Características gerais da felicidade

015 - A felicidade não pode ser a deleitação corporal

016 - A felicidade não pode ser a riqueza

017 - A felicidade não pode ser a operação da arte

018 - A operação especulativa da sabedoria como fim último do homem

019 - Argumentos complementares

021 - Síntese de Santo Tomás sobre o fim último do homem

022 - Natureza da Sabedoria – Parte I

023 - Natureza da Sabedoria – Parte II

024 - Natureza da Sabedoria – Parte III

025 - Natureza da Sabedoria – Parte IV

026 - Natureza da Sabedoria – Parte V

027 - Natureza da Sabedoria – Parte VI

028 - Aula - Parte I

029 - Aula - Parte II

030 - Natureza da Sabedoria – Parte VII

031 - Natureza da Sabedoria – Parte VIII

032 - Natureza da Sabedoria – Parte IX

033 - Teoria da Causalidade: Causa Formal e Causa Material - Parte I

034 - Teoria da Causalidade: Causa Eficiente – Parte II

035 - Teoria da Causalidade: Causa Final – Parte III

036 - Governo Mundial – Parte I

037 - Governo Mundial – Parte II

038 - Santo Tomás e a Vida Contemplativa – Parte I

039 - Santo Tomás e a Vida Contemplativa – Parte II

040 - Conclusão Pressupostos Históricos – Parte I

041 - Conclusão Pressupostos Históricos – Parte II

042 - Conclusão Pressupostos Históricos – Parte III

043 - Conclusão Pressupostos Históricos – Parte IV

044 - Pressupostos Psicológicos – Parte I

045 - Pressupostos Psicológicos – Parte II

046 - Pressupostos Psicológicos – Parte III

047 - Pressupostos Psicológicos – Parte IV

048 - Como percebemos que vemos - Parte I

049 - Como percebemos que vemos - Parte II

050 - Fantasia ou imaginação

051 - Operações da inteligência

052a - A percepção da atividade cognoscitiva

052b - A percepção da atividade cognoscitiva

053 - A percepção da inteligência segundo Santo Agostinho

054 - A percepção da inteligência segundo Santo Tomás de Aquino

055 - A pedagogia da Sabedoria

056 - A virtude é um habito eletivo

057 - Requisitos próximos para a Educação e a Sabedoria

058 - Virtudes que são objeto da ciência moral

059 - As virtudes como hábitos

060 - A virtude - Parte I

061 - A virtude - Parte II

062 - Pressupostos políticos – Parte I

063 - Pressupostos políticos – Parte II

064 - Virtudes como hábitos eletivos – Parte I

065 - Virtudes como hábitos eletivos – Parte II

066 - Como adquirir virtudes

067 - Modos de aquisição das virtudes

068 - O concupiscível e o irascível

069 - A virtude da fortaleza

070 - Início da virtude da temperança

071 - A virtude da fortaleza - Parte I

072 - A virtude da fortaleza - Parte II

073 - O desenvolvimento das virtudes e a justiça legal

074 - A virtude da justiça

075 - A justiça legal

076 - A prudência

077 - A importância da fé na vida espiritual

078 - Potência, ato e hábito

079 - A Prudência e os Primeiros Princípios

080 - A Prudência toma seus princípios dos hábitos das virtudes morais - Parte I

081 - A Prudência toma seus princípios dos hábitos das virtudes morais - Parte II

084 - A Necessidade da Prudência

085 - A Interdependência da Prudência Entre as Virtudes

086 - O Intelecto dos Primeiros Princípios dos Operáveis

087 - A Amizade

088 - Ordenação das Virtudes à Contemplação - I

089 - Ordenação das Virtudes à Contemplação - II

090 - Ensino da Ciência Moral na Filosofia Grega

091 - Pedagogia da Sabedoria

092 - Pedagogia da Sabedoria- Continuação

093 - Operações do Intelecto

095 - Operações do Intelecto

096 - Operações do Intelecto - Continuação

097 - Deleitabilidade do Ato de Contemplação I

098 - Deleitabilidade do Ato de Contemplação II

099 - Primeiro Fundamento da Sabedoria I

100 - Primeiro Fundamento da Sabedoria II

101 - Primeiro Fundamento da Sabedoria III

102 - Primeiro Fundamento da Sabedoria IV

103 - Primeiro Fundamento da Sabedoria V

104 - Pedagogia da Sabedoria IIIª Parte

105 - Pressupostos Metafísicos

106 - A Causa Primeira de Todos os Seres I

107 - A Causa Primeira de Todos os Seres II

108 - A Causa Primeira de Todos os Seres III

109 - A Causa Primeira de Todos os Seres IV

110 - A Causa Primeira de Todos os Seres V

111 - Capítulo X- Parte I

112 - Capítulo X- Parte II

113 - Capítulo X- Parte III

114 - Pressupostos Metafísicos

115 - A Perspectiva da Existência da Causa Primeira

116 - Conhecimento da Fé

117 - Conhecimento e Pureza da Fé