Filosofia Perene - Turma I



Turma I do curso Filosofia Perene, ministrado entre Fevereiro de 2018 até Abril de 2019.

João XXIII convocou o Vaticano II por estar preocupado com a decadência do homem moderno, distraído da busca dos bens superiores e envolvido com os bens da terra, já que esta situação levaria a humanidade à decadência espiritual, moral e à ruína das nações; portanto, o Concílio foi convocado para discutir o problema do homem moderno.

Assim, este Curso, bem como outros que estão em desenvolvimento em diversas regiões, pretende tentar dar uma resposta ao que o Vaticano II propôs diante da decadência do homem enquanto homem: 

“A natureza espiritual da pessoa humana encontra e deve encontrar a sua perfeição na sabedoria, que suavemente atrai o espírito do homem à busca e amor da verdade e do bem, e graças à qual ele é levado por meio das coisas visíveis até às invisíveis.

Mais do que os séculos passados, o nosso tempo precisa de uma tal sabedoria, para que se humanizem as novas descobertas dos homens. Está ameaçado, com efeito, o destino do mundo, se não surgirem homens cheios de sabedoria. E é de notar que muitas nações, pobres em bens econômicos, mas ricas em sabedoria, podem trazer às outras inapreciável contribuição.

Pelo dom do Espírito Santo, o homem chega a contemplar e saborear, na fé, o mistério do plano divino” (GS Cp. I, 15).

Uma sabedoria dentro do plano divino que nos leve à perfeição para humanizar o ser humano. Ser santo e ser sábio é a resposta que podemos dar ao Vaticano II. 

Portanto, empreendendo um estudo sistemático e profundo, embasado principalmente na Filosofia e Teologia, a partir dos Santos Padres e das Escrituras, objetivamos com este curso acender uma pequena fagulha a fim de que cheguemos a incendiar o mundo moderno com o fogo do Espírito que nos concede a santidade e a sabedoria!

Instrutor: Luiz Antônio de Paula

Aulas

É necessário Entrar/Cadastrar no site e participar das aulas presenciais para assistir a este curso. Para mais informações: contato@luzdavida.org.br


01 - Amor à sabedoria (01:01:59)
02 - O estudo como uma prática ascética (00:53:50)
03 - Amor à sabedoria - parte II (01:18:20)
04 - Vida Intelectual (00:49:57)
05 - Vida Espiritual e Vida Intelectual - parte I (01:23:53)
06 - Vida Espiritual e Vida Intelectual - parte II
07 - Contexto histórico - Parte I
08 - Contexto histórico - Parte II
09 - Modo de aprender "Hugo de São Vítor": memória e engenho
10 - Modo de aprender "Hugo de São Vítor": meditação I
11 - Modo de aprender "Hugo de São Vítor": meditação II
12 - Modo de aprender "Hugo de São Vítor": leitura e meditação
13 - Modo de aprender "Hugo de São Vítor": meditação III
14 - Modo de aprender "Hugo de São Vítor": meditação IV
15 - Modo de aprender "Hugo de São Vítor": três gêneros de meditação
16 - Modo de aprender "Hugo de São Vítor": contemplação
17 - A disciplina do intelecto: introdução
18 - Disciplina do intelecto: ignorância/curiosidade
19 - O Orgulho da Vontade e do Intelecto - parte I
20 - O Orgulho da Vontade e do Intelecto - Parte II
21 - Relação entre estudo e conhecimento de si mesmo
22 - Revolução Pedagógica - Parte I
23 - Revolução Pedagógica - Parte II
24 - Síntese da Vida Espiritual - Parte I
25 - Síntese da Vida Espiritual - Parte II
26 - Filosofia Perene - Introdução Geral: Apresentação Justificativa I
27 - Filosofia Perene - Introdução Geral: Apresentação Justificativa II
28 - O Fim último do homem
29 - Características gerais do fim último do homem
30 - Características gerais de felicidade
31 - A felicidade não pode ser a deleitação corporal e nem a riqueza
32 - O que não é felicidade
33 - Argumentos complementares acerca da felicidade
34 - A operação especulativa da sabedoria como fim último do homem
35 - 1: Síntese de Santo Tomás sobre o fim último do homem / 2: A natureza da Sabedoria I
36 - Natureza da sabedoria II
37 - A influência da oração para Filosofia
38 - Apêndice sobre a teoria da causalidade
39 - Teoria da causalidade: Causa final
40 - Conhecimento de si e honestidade para contemplar a verdade
41 - Vida Espiritual e Filosofia - relações
42 - Modo de Aprender, Meditação, uso Intelecto e o Progresso Espiritual
43 - Pressupostos Históricos: O papel da contemplação
44 - Pressupostos Históricos: A contemplação, segundo Hugo de São Vítor
45 - Pressupostos Históricos: A contemplação Cristã - Conclusão
46 - Pressupostos Psicológicos - Introdução
47 - Pressupostos Psicológicos: as operações dos sentidos
47a - Pressupostos Psicológicos: a fantasia e a imaginação
47b - Aparente não-evidência da natureza do ato intelectivo
48a - Posição de Santo Tomás quanto à natureza do ato intelectivo
48b - A percepção da inteligência por ela mesma, segundo Santo Agostinho
49a - A percepção da inteligência por ela mesma, segundo S. Tomás de Aquino
49b - Natureza da ciência moral
50a - Virtudes que são objeto da ciência moral
50b - Virtudes que são objeto da ciência moral - Parte II
51 - A Pedagogia da Sabedoria: requisitos próximos da educação para a sabedoria